Deputado Luiz Carlos Martins também tem celular clonado no golpe da transferência

martins2.jpg

Além de Martins, a vice Cida Borghetti e mais dois deputados também anunciaram a clonagem

 

O deputado Luiz Carlos Martins (PSD) foi mais uma das vítimas que teve o celular clonado. Esse já é o quarto caso em apenas três dias de políticos paranaenses que foram alvo deste tipo de crime. O golpe é o mesmo. Os contatos da pessoa clonada recebem mensagens como se fosse o próprio político, com a foto usada por ele no whatsapp, pedindo a transferência de dinheiro. Um empréstimo para uma emergência. Tudo mentira.

No caso de Martins, o golpista diz a um de seus amigos, como se fosse ele, que precisava fazer duas transferências com urgência no valor de R$ 1 mil cada. E ainda explica que só não faz ele mesmo o depósito porque já teria ultrapassado o limite diário estabelecido pelo banco para estas transações no valor de R$ 10 mil. O amigo pergunta as contas e o golpista envia os dados para os depósitos no Banco do Brasil. As duas contas estão em nome de mulheres.

Na quarta-feira (07), a vice-governadora Cida Borghetti (PP) anunciou nas redes que teve o celular clonado. Como foi o primeiro caso a se tornar público, alguns amigos dela teriam feito o depósito de R$ 2 mil. Na sequencia, os deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli (PSB)  e Evandro Araújo (PSC) também tinham sofrido com as clonagens.

lcm-467x960.jpg

No caso de Martins, nenhum amigo caiu no golpe. “Lamento muito que este tipo de golpe esteja sendo aplicado, mas já estamos tomando providências junto à Secretaria de Segurança Pública e o principal: estamos tornando público este golpe para que ninguém seja enganado”, afirmou Martins.

Araújo, Romanelli e Cida Borghetti informaram que já registraram Boletim de Ocorrência. Martins soube da clonagem de seu celular no final da tarde desta sexta-feira e deve fazer o mesmo. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Fonte: Banda B

 

Online

Temos 1053 ouvintes online