Em nota, Cida Borghetti afirma não participar de fatos que envolvem a Operação Lava Jato

Cida_5b980b52a7074.jpg

Em entrevista a uma rádio de Cascavel, a candidata afirmou ter criado a Divisão de Combate à Corrupção

 

 

Após a prisão do ex-governador Beto Richa (PSDB), hoje, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na operação “Rádio Patrulha”, que investiga desvios no programa “Patrulha do Campo” nas rodovias do Estado, a governadora e candidata à reeleição, Cida Borghetti (PP), divulgou nota o qual afirma que “cada um tem que responder pelos seus atos”. “Eu estou tranquila, em paz, fazendo o meu trabalho. Cuidando do estado e também como candidata levando a minha mensagem à população do Paraná”, disse Cida Borghetti em entrevista a rádio Independência de Cascavel.

Cida disse ainda que assumiu o Estado, criou a Divisão de Combate à Corrupção que tem autonomia e apoio para trabalhar. "A divisão tem total autonomia para desenvolver esse trabalho, ou seja, receber as denúncias e investigar. Eu não compactuo com nenhuma forma de desvio de conduta e com a corrupção que imperou nos últimos anos no País.”, afirmou.

"Eu peço a população que nos ajude, através do disque denúncia 181 ou do 0800 41 11 13. Repito: eu não compactuo com nenhum desvio de conduta. Tenho falado sempre desde o dia que assumi o governo há quatro meses. Inclusive hoje, a Divisão de Combate à Corrupção também está fazendo uma grande operação, de empresas que fraudaram contratos licitatórios", alegou a governadora.

Confira a nota divulgada à imprensa: 

A governadora Cida Borghetti não participou de qualquer dos fatos que estão sendo alvos de operação policial nesta terça-feira (11/09).


Ela demitiu o ex-chefe de gabinete do Governo do Estado, Deonilson Roldo, e extinguiu a secretaria especial que era ocupada por Ezequeias Moreira.

A governadora reforça que criou a Divisão de Combate à Corrupção, que nesta terça-feira (11/09) realiza uma operação de busca e apreensão dentro de uma investigação contra o crime de fraude à licitação.

A governadora Cida Borghetti reafirma que não admite desvio de conduta de funcionários e assessores do Governo do Paraná. 

“Confio que a Justiça será feita”, afirma.
 
 
 
 
Da redação RDX, com informações Bem Paraná

 

Online

Temos 928 ouvintes online