Petrobras investirá R$180 milhões em 68 projetos socioambientais

Petrobras-Projetos-Socioambientais-750x500b.jpg

Patrocínio contemplará sete projetos com atuação na região Sul do país

 

 

Sessenta e oito novos projetos socioambientais serão patrocinados nos próximos dois anos pelo Programa Petrobras Socioambiental, sendo sete na região Sul. A empresa divulgou nesta segunda-feira (3/12) a lista de projetos escolhidos pela seleção pública que prevê investimento de R$180 milhões até 2021. Os projetos selecionados têm campo de atuação em 21 estados, abrangendo mais de 300 municípios em todas as cinco regiões do país. A lista com os projetos selecionados está disponível no site: www.petrobras.com.br/socioambiental.

“A seleção pública foi um processo transparente, com ampla participação da sociedade, no qual agregamos as visões de diversos públicos. Como resultado, iremos patrocinar excelentes projetos que irão contribuir de forma significativa para a preservação ambiental e para a melhoria das condições de vida das comunidades onde atuamos", afirma Beatriz Espinosa, gerente executiva de Responsabilidade Social da Petrobras.

Os projetos têm foco em uma das seis linhas definidas previamente no edital de seleção: biodiversidade, floresta e clima, água, educação, esporte, direitos da criança e do adolescente. Além destas linhas, foram valorizadas as propostas que abrangessem também temas como respeito aos Direitos Humanos e combate à discriminação (equidade de gênero, igualdade racial e inclusão de pessoas com deficiência); promoção da ética, integridade e transparência; disseminação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; desenvolvimento e difusão da ciência e tecnologia e promoção de medidas ecoeficientes.

Iniciada em maio, esta edição da seleção pública para o Programa Petrobras Socioambiental contou com 1.699 inscrições. Após uma triagem técnica, os projetos foram selecionados por uma comissão integrada por especialistas da Petrobras, do terceiro setor, do poder público, da comunidade científica e acadêmica e da imprensa especializada nas áreas social e ambiental. Um comitê deliberativo formado por outros representantes dos mesmos setores definiu os contemplados.

Projeto Mão na Massa (Associação de Mulheres do Multiplicar): Desenvolvido em Canoas-RS, o projeto tem como objetivo geral oportunizar a formação e qualificação de mulheres em situação de vulnerabilidade social, através da implantação de um Centro de Formação em Gastronomia, gerando renda e autonomia econômica.

Projeto Ação Cidadã - Educação, Esporte e Meio Ambiente (Instituto Educacional, Social e Cultural do Estado do Rio Grande do Sul): Desenvolvido em Esteio-RS, visa desenvolver uma série de ações Educacionais e Esportivas, de modo a atender 1.000 crianças, adolescentes e jovens.

Produzindo Cidadania com Autonomia - Programa e Educação para Geração de Trabalho e Renda Autogestionária (Centro de Assessoria Multiprofissional): Desenvolvido em Charqueadas - RS, Esteio - RS, Nova Hartz - RS, Glorinha - RS, Igrejinha - RS, Cachoeirinha - RS, São Jerônimo - RS, Taquara - RS, Montenegro - RS, Ivoti - RS, Nova Santa Rita - RS, São Leopoldo - RS, Portão - RS, Eldorado do Sul - RS, Sapucaia do Sul - RS, São Sebastião do Caí - RS, Gravataí - RS, Canoas - RS, Dois Irmãos - RS, Estância Velha - RS, Campo Bom - RS, Novo Hamburgo - RS, Santo Antônio da Patrulha - RS, Triunfo - RS, Parobé - RS, Porto Alegre - RS, Viamão - RS, Alvorada - RS, Guaíba - RS, Sapiranga – RS e Arroio dos Ratos – RS. Visa capacitar comunidades para geração de trabalho e renda.

Projeto Oportunidades que Transformam - Empoderamento de crianças e adolescentes para a desenvolvimento local (Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral): Contribui para o desenvolvimento integral da criança, do adolescente e do jovem, com idade entre 07 e 29 anos, moradores de comunidades vulneráveis dos municípios de Campo Largo (PR), Fazenda Rio Grande (PR), Palhoça (SC), através da reaplicação de tecnologias sociais que permitem o acesso à informação, o exercício da cidadania no desenvolvimento de habilidades e competências pessoais e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

Projeto Franca Austral (Instituto Australis de Pesquisa e Monitoramento Ambiental). Visa conservar a baleia-franca através de pesquisa, sensibilização e ações contribuindo para o desenvolvimento sustentável nos municípios de Torres - RS, Arroio do Sal - RS, Capão da Canoa - RS, Tramandaí - RS, Imbé - RS, Cidreira - RS, Balneário Arroio do Silva - SC, Palhoça - SC, Passo de Torres - SC, Garopaba - SC, Balneário Gaivota - SC, Paulo Lopes - SC, Imbituba - SC, Jaguaruna - SC, Araranguá - SC, Laguna – SC e Florianópolis – SC.

Eco do Lixo Marinho na Biodiversidade (Fundação de Ensino e Engenharia de Santa Catarina). Constrói e desenvolve iniciativas de pesquisa e divulgação científica, educação ambiental e mobilização social para a preservação da vida no oceano em todo o estado de Santa Catarina.

EcoEducom - Ecossistemas em Rede (Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação): Envolve os municípios de Araquari - SC, Garuva - SC, São Francisco do Sul - SC, Joinville - SC, Itapoá – SC e Balneário Barra do Sul - SC, com ações voltadas à sustentabilidade do bioma costeiro-marinho.

EcoEducom - Ecossistemas em Rede (Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação): Envolve os municípios de Araquari - SC, Garuva - SC, São Francisco do Sul - SC, Joinville - SC, Itapoá – SC e Balneário Barra do Sul - SC, com ações voltadas à sustentabilidade do bioma costeiro-marinho.

 

 

Com informações da Petrobras

 

Online

Temos 934 ouvintes online

Últimas Notícias